Vimer | Experience Merchandising Creative Agency | A evolução do VM adaptável
17319
post-template-default,single,single-post,postid-17319,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

A evolução do VM adaptável

A evolução do VM adaptável


A importância do Visual Merchandising dentro do ponto de vendas vem crescendo cada vez mais, no entanto as marcas mudaram a forma de pensar e de enxergar com relação ao mobiliário, pois em muitos casos criou se uma necessidade em ter um VM que seja alterado e elaborado de acordo com a necessidade da loja, por isso hoje vamos falar sobre a evolução do VM adaptável.
VM adaptável é a uma forma versátil e flexível da utilização de equipamentos e objetos criados para a exposição de produtos na loja, através dele é possível em pouco tempo dar uma cara nova para a loja, mudando layout e criando novas possibilidades de exposição de tempos em tempos.
Vamos conhecer alguns exemplos de VM adaptável:

Mesa – é um dos principais mobiliários para o interior da loja, pois possibilita a criação de pontos focais, entrada de loja, pode ser adaptada para períodos onde há estoque grande e apresentar uma exposição em massa, assim como determinar a utilização da mesa para a exposição de produtos Premium.
Podemos intensificar a sua importância com o uso de manequins apoiados, ou até mesmo fazer a junção da mesa com bancos de diferentes alturas, conforme a necessidade.






Araras móveis – No varejo precisamos criar espaços que muitas vezes atendam as necessidades específicas e limitações sazonais, mas além dessas características positivas, as araras que não são fixadas no solo, permitem deslocamento no interior da loja, dando a sensação para os clientes de que o mobiliário e disposição é sempre renovado.






Paredes – prateleiras, bandejas e módulos que permitem a reinvenção da estrutura de acordo com a necessidade da loja.




Painéis (fake wall) – É possível criar e recriar uma historinha com produtos e acessórios nos painéis como sugestões de looks e até mesmo inserir uma curadoria que provoque a curiosidade do cliente.






Escadas – Elemento decorativo que traz flexibilidade na apresentação do produto, tanto de forma vertical ou horizontal.





Caixotes – é indiscutível as infinitas possibilidades para se criar um VM que os caixotes permitem. Desde a utilização que pode estar no piso, empilhado ou fixado na parede. Com ele é possível criar o espaço de acordo com a necessidade.




São infinitas as possibilidades de uma exposição moderna e versátil a partir do Vm adaptável, fazendo toda a diferença no store design.
Acompanhe nossos posts e saiba muito mais sobre visual merchandising.

Fonte de imagem: Pinterest